Resenha 'O Céu está em todo lugar'

quinta-feira, fevereiro 11, 2016



Resenha nova no blog, AÊÊÊ!!!
tem um assunto que eu goste mais por aqui? Acho que não. rsrs
Então vamos ao livro de hoje...

- O céu está em todo lugar
- Jandy Nelson
- 423 páginas


"Eu deveria estar de luto, não me apaixonando.

Às vezes é preciso perder tudo, para encontrar a si mesmo... 
Lennie Walker, obcecada por livros e música, tocava clarinete e vivia de forma segura e feliz, à sombra de sua brilhante irmã mais velha, Bailey. Mas quando Bailey morre de forma abrupta, Lennie é lançada ao centro de sua própria vida, e, apesar de não ter nenhum histórico com rapazes, ela se vê, subitamente, lutando para encontrar o equilíbrio entre dois: um deles a tira da tristeza, o outro a consola."







Lennie é uma garota que sempre teve a irmã por perto, o fato da mãe as terem abandonado quando crianças, as deixou muito mais ligadas uma a outra, eram como uma só, 'as meninas', quando sua irmã morre, Lennie se senti péssima, fica um pouco isolada se nega a guardar os pertences da irmã. Bailey era como seu porto seguro, seu guia, ela via a irmã como uma verdadeira heroína.

Um mês depois da morte da imã Lennie ainda não havia guardado nada dela, estava tudo intocado como se ela fosse voltar. Lennie estranhamente se aproxima muito do namorado da irmã, Toby, eles dividem a mesma dor, e só ele parece a compreender, mas não se perdoa por estar tão peto dele, por que afinal quem beija o namorado da irmã que acabou de morrer? 
Ela também conhece Joe, uma músico lindo e que parece está sempre reluzente de felicidade, que se aproxima dela e da sua vida de uma forma irresistível. O problema é que Lennie acha que não pode ser feliz enquanto sua irmã apodrece em um caixão. 
Lennie se divide entre o cara que conhece sua irmã como ela e com quem pode sofrer junto a perda de Bailey e o cara que a faz esquecer da tristeza de todos os dias e a faz viver como se não houvesse dia ruim. Um deles a tira da tristeza e o outro a consola.

“Na manhã do dia em que Bailey morreu ela me acordou enfiando o dedo na minha orelha. Odiava quando ela fazia isso. Então ela começou a experimentar camisetas e me perguntou:
- De qual você gosta mais? Da verde ou da azul?
- Da azul.
- Você nem olhou Lennie.
- Tá, então da verde. Sério, não estou nem aí para qual camiseta você vai vestir...
Então virei-me para o outro lado da cama e voltei a dormir.
Descobri mais tarde que ela vestiu a azul.
E aquelas foram as minhas últimas palavras para ela.”



A cada abertura de capitulo, temos os poemas que Lennie escreve por ai em qualquer lugar e os joga para que alguém talvez os ache e quem sabe a entenda.

“Viro de costas e logo em seguida estou abraçando meu travesseiro e beijo o ar com uma parcela vergonhosa de paixão. De novo não, penso. O que está acontecendo comigo? Que tipo de garota quer beijar todos os rapazes no meio de um funeral? Que tipo de garota quer agarrar um cara em uma árvore, depois de dar uns beijos no namorado da irmã (morta) na noite anterior? E, por falar nisso, que tipo de garota quer beijar o namorado da irmã?” p.100

Bom achei o livro fantástico, uma história sobre dor e perda, sobre recomeçar depois de perder alguém que tanto ama. Entendo os erros que a protagonista comete no decorrer do livro, é uma adolescente se descobrindo, começando a ver a vida sozinha, descobrindo o que é desejo, e amor.
Adoro a forma dela de pensar, mas me agoniou muito o fato dela achar que não podia viver ou ser feliz por que sua irmã não estava mais lá. Ou o fato de ela cometer o mesmo erro com Toby várias vezes, tendo Joe do lado <3
Mas se você ler o livro sem pré julgamentos entende Lennie, faz sentido na trama!


“- Meu Deus, como você é bonito – deixo escapar e quero morrer, pois não consigo acreditar no que acabei de dizer em voz alta, e nem ele. Seu sorriso, enorme agora, bloqueia a passagem de todas as suas palavras.
Para novamente. Acho que vai continuar a falar de Paris, mas não continua. Olho para ele. Sua expressão é tão séria quanto a de ontem à noite na mata.
- Lennie – sussurra.
Olho em seus olhos sem tristeza e uma porta em meu coração se escancara.
E, quando nos beijamos, vejo que do outro lado da porta está o céu.”p. 174

Além deles ainda temos a vovó, que não é nada como uma vovó normal, é louca por seu jardim e uma figura engraçadíssima, e seu tio que com seu jeito todo lunático ainda consegue ser aquele tio que todo mundo gostaria de ter.


Sem falar nessa capa linda, essa edição maravilhosa, sério nunca senti um livro mais gostoso de tocar que esse, tive tanto cuidado ao ler que nem abria todo quando folheava. Tem uma textura diferente que nunca vi em outro livro, as folhas são grossas, Cada detalhe feito da forma mais perfeita, as imagens dos poemas que ela escrevia, a numeração dos capítulos. E essa capa, com esses galhos secos (amo arvores de galhos secos) Com essa folha *vermelha*, sério me apaixonei pela edição desse livro!

O livro fala de dor, perda, recomeço e amores, você sofre junto com Lennie, senti raiva dela, e se apaixona por Joe, que oficialmente entrou pra minha lista de paixões literárias.
Um livro que tem conteúdo, que te faz rever conceitos. Eu super recomendo!


Alguém já leu ou quer ler O céu está em todo lugar? Conta ai pra mim...
Espero que tenham gostado. Beijos :3

Veja também

16 comentários

  1. oi, oi.

    ainda não li esse livro, mas devo confessar que ele parece ser ótimo. a capa, a divisão de capítulos... tudo isso levo em conta na hora de comprar um livro. essa aí me conquistou por essas características, além de a história ser linda, claro. adicionando na listinha agora.

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois leia mesmo, vale muito a pena Adriel!
      Beijos

      Excluir
  2. Pela sua resenha parece ser um livro muito bom, fiquei com vontade de ler. Gosto muito de livros que nos fazem rever alguns conceitos e olhar para as coisas de formas diferentes. E a diagramação desse livro é maravilhosa, tô apaixonada.

    Bjs
    oh, wow, lovely ❁

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é mesmo não é? tudo lindo. rsrsrs
      Ler mesmo, ai me diz se gostou!
      beijo

      Excluir
  3. Amei :) Confesso que quando ce me contou dele antes não tinha ficado tão interessada. Mas agora que você se aprofundou no assunto... Me empresta via correios? kkkkkkkkkkkkk Vou ler, certeza!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas rápido tu ler em pdf mesmo kkkkk
      ler pra gente cometar KKkkk

      Excluir
  4. Gostei da resenha. Sabe livros que levam a gente a pensar sobre o comportamento humano e que deixa a gente meio que sentir a vida dos personagens são os melhores!!!! :D Vou anotar aqui para uma futura leitura!

    Seguindo vc <3

    ❥Blog: www.amigadelicada.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho que eles são os melhores.
      Muito obrigado ❤️
      Beijo

      Excluir
  5. Eu adorei a resenha e já to procurando o livro em ebook pra eu ler e mais um pra minha listinha haha!

    xox
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  6. Eu já tinha visto esse livro, achei fascinante o título, mas não cheguei a ler a sinopse, mas agora com a sua resenha me arrependo muito porque não li antes. Nossa, não imaginava que a história é tão surpreendente, vou procurar pra ler. Gosto de histórias que nós envolve e nos faz viajar na leitura. Sua resenha ficou maravilhosa <3 Eu adorei os poemas e as imagens juntos!
    Beijos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigada Fran.
      Nunca é tarde pra uma boa leitura ein rsrs
      Beijos

      Excluir
  7. Nunca li mas parece ser super bom :3

    Ana ♥
    http://aruivablog.blogspot.pt/ N/POST

    ResponderExcluir
  8. Nunca li esse livro mas já está na minha book whishlist!
    Já sigo!
    xx

    http://morelovebeatriz.blogspot.pt/

    ResponderExcluir