#11 - Uma pessoa falecida, que você gostaria de falar

by - segunda-feira, abril 04, 2016


Lembro bem do dia em que me apaixonei por você, não o dia em que a gente se conheceu claro, foi depois, não me apaixonei por sua beleza, não me apaixonei por nada material que você tem,  me apaixonei pelo seu sorriso, tão cativante quanto você.
Lembro de todas as fases do nosso relacionamento, das boas e das ruins, lembro do seu pedido de casamento, o momento mais feliz da minha vida, lembro da nossa casa, ela tinha a sua cara, seu jeitinho está impregnada nela, em cada centímetro, você era muito mais ligado na casa que eu, era seu refugio.

Ah meu bem, como eras feliz, saudável, forte, como era lindo, me doí lembrar  aquele dia em que vi o brilho dos teus olhos desaparecer, o dia em que aquelas pequenas dores de cabeça o incomodou mais do que o esperado, ah como eu queria que fosse apenas um problema de vista, você também torcia por isso, mas não era, não, não era, era o nosso pior pesadelo.

Aquela doença o tirou de mim, mas o que mais doeu é que ela foi perversa, foi te levando aos pouquinhos, te tirou primeiro o sorriso, a sua melhor parte, logo depois sua força, sua alegria. Você foi se esvaindo aos poucos, se definhando diante dos meus olhos, e eu não pudi fazer nada, essa era a pior parte, mas por incrível que pareça não levou a sua beleza. Seu cabelo se foi, seu corpo ficou magro, mas a beleza continuava ali, pouco antes de você nos deixar eu descobri que estava gravida, você não tinha mais quase nada de consciência, mas esboçou um pequeno sorriso, e escreveu o nome dela em um pedaço de papel qualquer, Estela, sim seria nossa Estela. Ela já estava dentro de mim a três meses quando descobri, e tudo que eu queria era que você estivesse aqui pra ver nossa estrelinha nascer. 

Ah amor pena que não foi possível, quando estava com seis meses Deus o levou, e foi o pior dia da minha vida, meu mundo se foi, e a unica pessoa que me deu forças foi minha pequena Estela, que crescia a cada dia dentro de mim. 
Dois meses e meio depois ela nasceu, e a medida que crescia parecia uma copia sua, nossa como eu era feliz com minha pequena, imagino que você teria a mimado tanto, hoje ela esta com dois anos amor, e cresce a cada dia mais linda, sempre ouvindo as histórias e aventuras do seu pai herói, que não lutou apenas pelo país, lutou pela vida até o ultimo suspiro, escrevo isso hoje, por que era umas das coisa que você mais admirava em mim, minha forma de escrever e contar histórias, mas essa não é uma história que gostaria de estar contando... [...]

- Estela? 
- Ah oi amor, estou aqui...
- Vamos princesa? todo mundo já foi.
- Ta bom, deixa só eu me despedir dela. Você me dar um minuto?
- Claro amor.

"Ah mãe, como você vai me fazer falta, peguei seu diário e tinha essa carta dentro, espero que não se importe, estava com tanta vontade de falar com você pela ultima vez que  a unica solução foi ler, a ultima história do papai que você me contou pena que não pudi ouvir sua voz, mas a imaginei, e foi como se você estivesse aqui, nunca tinha me contado essa história com tanta dor como li nessas palavras, você amava ele com todo o coração, e eu sinto essa dor agora mãe, essa dor que parece que não passa, agora você pode o ver, e estar ao lado dele, e eu vou estar aqui, vou levar a história de vocês em frente. Te amo de mais."

E no silencio daquele cemitério a ultima rosa branca foi jogada, e um beijo de Adeus foi dado, nos túmulos dos pais de Estela Carter, que descansavam pela eternidade. 








Bom gente obviamente essa história é fictícia, mas pus minha alma nela, espero que tenham gostado, tem muito mais carta no blog da minha amiga Allana.
beijos 

VEJA TAMBÉM

14 comentários

  1. Nossa que lindo! Amei ler me fez pensar em várias coisas; Parabéns pelo blog!
    http://souadultaagora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. vc escreve bem bem! congrats =D ♡♡♡ tem news no blog ♡ www.signoritablog.com vem conferir =*

    ResponderExcluir
  3. Que lindo, amiga! A cada dia sua escrita só melhora, como sempre, mais uma bela carta!

    ResponderExcluir
  4. Adorei! Super lindo!
    Beijinho,
    http://bloguerosapt.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Carol, quanta sensibilidade!
    O texto ficou incrível e tocante. Amei muito!

    Beijooo
    www.vitaminatrendy.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aii você por aqui <3
      brigada Au, seus textos sempre me inspiram muito, nossa brigada mesmo!!!

      Excluir
  6. Se eu chorei? Sim, muito! Esse texto me fez lembrar e sentir saudades do meu tio, que partiu há 9 anos atrás. Sua escrita ficou incrível e muito emocionante! <33
    Beijos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que amor Fran, que bom que você se identificou <3
      perder alguém querido é uma barra né :(
      já perdi uma tia e um grande amigo.

      Excluir